NEM AQUI, NEM ALI, NEM ACOLÁ¨

NEM AQUI, NEM ALI, NEM ACOLÁ¨
Clique no livro para comprar pela Internet

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Maria Alice no espaço cibernético

“No vigor da minha maturidade aliei-me ao status de possuir esta máquina voadora de mensagens e assuntos repassáveis e consumidos com rapidez na onda gigantesca da modernidade [...] Compartilhar com a atualidade é algo maravilhoso”. Comentário de Maria Alice, uma amiga nonagenária cujo interesse e participação nas redes sociais realçam os benefícios e conhecimento transmitidos com uma alacridade incompatível com as limitações inerentes à terceira ou quarta idades. Magia cibernética reduzindo o déficit de inclusão e mitigando o isolamento, a solidão e outros sintomas depressivos de pessoas idosas, entrapadas na insularidade do mundo contemporâneo.

Desafiando a ideia de que a mídia social é um domínio exclusivo de gerações mais novas, idosos têm abraçado a internet entusiasticamente em números crescentes, demandando conteúdos relevantes às experiências de vida e maturidade dos usuários. Aproximação do hiato geracional entre avós e netos é indubitavelmente um dos benefícios mais visíveis e positivos da comunicação virtual participativa, fortalecendo laços de parentesco e amizade enfraquecidos pela distância, a nuclearização da família tradicional ou a falta de um equalizador social.  A única forma de chegar ao impossível é acreditar que é possível, como disse a outra Alice, a dos Pais das.

Enquanto usuários jovens usam as redes sociais em forma de selfies, ou seja, de uma maneira mais personalizada e eminentemente pública em relação aos seus coortes, idosos usam redes sociais de uma maneira discreta de conectar-se com seus pares e obter informações sobre problemas comuns à população geriátrica. Mais importante, porém, é o processo de ressocialização desencadeado através de grupos afins e pesquisas nas páginas web direcionadas à população idosa, desde problemas de saúde até a reconexão com parceiros de alhures ou mesmo relacionamentos maduros. A internet é uma maneira de exercitar mentes, enriquecer vidas e formar relacionamentos. Parabéns, Maria Alice, por lembrar-nos que tudo é possível no espaço cibernético...

Palmarí H de Lucena, membro da União Brasileira de Escritores


Nenhum comentário: